FANDOM


Esta é uma transcrição do episódio para O Brinquedo Que Salvou O Natal.

TranscriçãoEditar

(O episódio abre com um céu noturno nevado, antes que a câmera cai em algumas árvores antes de ir para uma casa. Na variante de 1996, a câmera se encaixa diretamente na casa.)

George: ...e então, o porco e o lagarto gigante levaram o menino ao encontro da família na pista de boliche, e todos viveram felizes para sempre. E fim.

Ana: Que história bonita, vovô! Pode me contar mais uma?

George: Bem que eu queria, Ana. Mas se você não dormer agora, vai ficar cansada amanhã. E você sabe que dia é amanhã, não é?

Ana: Natal?

George: Isso mesmo. Então vamos fechando os olhinhos...

Ana: Ah, por favor, vovô! Só mais um história!

George: Mas a sua mãe vai ficar...

Ana: Ele não vai ligar! Só mais uma história! Uma história de Natal!

George: Ehhh...tá, tá bom. Só mais uma histórinha não vai fazer mal. Além do mais, pra que servem os vovôs afinal?

Ana: Ah, obrigada, vovô!

George: Deixe-me pensar...uma histórinha de Natal...ah! Já contei a história da cidade que não entendia o Natal?

Ana: Quer dizer que eles não tinham Natal?

George: Não, eles não entendiam o Natal! Eles tinham Natal! Adoravam os pacotes, os brinquedos, essas coisas. Mas eles não entendiam o verdadeiro significado do Natal. Bom, vamos ver...qual era o nome daquela...Dinkletown! É isso! Eu entregava correspondência lá.

(A cena cai pela janela antes de mudar para o dia, como George é visto dirigindo através da neve em seu caminhão de correio, ao mesmo tempo em que "Big Idea Productions presents" aparece na tela)

Locutor: Big Idea Brasil apresenta...

(George se aproxima de Dinkletown como "The Toy That Saved Christmas", então aparece na tela)

Locutor: ...O Brinquedo Que Salvou O Natal.

George: As crianças de Dinkletown adoravem me ver na época do Natal porque todos achavam que iam ganhar alguma coisa.

Laura: Já chegou o Natal
Brinquedos sei que vou ganhar!

Já chegou o Natal
É tempo de brincar!

Percy: Já chegou o Natal
Com doves vou sonhando, sim!

Já chegou o Natal
Já é Natal enfim!

(Laura, Lenny, Bebê Lou, Junior, Percy e Pequeno Ervilha se reúnem em torno de George, que acabou de receber um longo pacote na parte de trás de seu caminhão enquanto George toma conhecimento)

George: Ah, só um minuto! Eu só tenho um pacote para hoje, e é para casa número 4! Vamos ver, qual é a casa número 4 mesmo?

Crianças: Ho, ho, é só alegria
Vamos cantado, é muito bom

Hey, hey, é nosso dia
Pulando, vamos lá!

Pequeno Ervilha: Não vamos ser colhidos não!

Crianças: Ê, hey, par você queremos dizer
já é Natal!

(George cai ao carregar o pacote. O boneco de neve que fica no centro da cidade se inclina antes que a cabeça do boneco de neve cai e caia no pacote, o que o envia voando até pousar no telhado de uma das casas)

George: Oh, uau!

Crianças: Eeeee.....já chegou o Natal
Brinquedos sei que vou ganhar

Já chegou o Natal
É tempo de brincar

Já chegou o Natal
Lenny: Brinquedos sei que vou ganhar

Crianças: Já chegou o Natal
É tempo de brincar

Já chegou o Natal
Brinquedos sei que vou ganhar

Já chegou o Natal
É tempo de brincar

Já chegou o Natal
Brinquedos sei que vou ganhar

Já chegou o Natal
É tempo de...

George: Puxa vida!

Crianças: É tempo de brincar!

(O pacote com os filhos desliza para a direita na Casa #4 enquanto George se levanta)

George: Onde será que fica...ah, número 4! Até qua foi fácil.

(George então recua quando a música termina e a tela fica escura. Junior, Laura e Lenny abrem a embalagem)

Laura: O que é isso?

Junior: Tem um botão.

Lenny: Aperta, aperta!

(O botão é pressionado, o que faz com que o item na embalagem se desdobre em uma árvore de Natal quebrável)

Todos: Ooooooooh!

(A TV então acende-se depois disso, que chama a atenção das crianças.)

Papai Noel (Sr. Nozzor): Ho, ho, ho! Feliz Natal! E aí, crianças, ainda não sabem o que vão querer de presente de Natal? Bem, se eu entendo mesmo de brinquedos, e vocês sabem que sim, sei exatamente o que estão procurando. Querem um brinquedo divertido! Querem um brinquedo fofinho! Querem, principalmente, um brinquedo que tenha uma serra-circular que funcione de verdade embutida no braço direito. É isso aí, querem o Louie Serra-Circular!

(A câmera então se encaixa em Louie Serra-Circular, cuja serra-circular então sai do braço, como as crianças ainda observam)

Papai Noel: Legal, não é? Mas esperam aí, que ainda tem mais! Louie Serra-Circular também sabe o verdadeiro significado do Natal. É só apertar o nariz dele.

Louie Serra-Circular: (clique) Natal é ganhar presentes! (clique) Precisa de mais brinquedos!

Papai Noel: Basta seus pais telefonarem e comendarem o Louie Serra-Circular que um dos nossos pingüins treinados o entregará na sua porta!

Anunciador: A oferta não é válida para Puggslyville devido à queda da ponte de Puggslyville.

Papai Noel: Vão por mim, o Sr. Nozzor, ou melhor Papai Noel, e meu ajudante, o duende.

(A câmera, em seguida, fura para o Sr. Dentinho, que está usando um chapéu de elfo)

Sr. Dentinho: Olhem pra mim! Sou o duende! (risos)

Papai Noel: ...só vão sossegar quando ganharem dos pais de vocês um Louie Serra-Circular, o único brinquedo que contém serra-circular de verdade e o verdadeiro significado de Natal!

Louie Serra-Circular: O Billy tem mais brinquedos do que você!

(A TV então se transforma em estática depois que o comercial terminou. Em breve, todas as crianças então se esgotaram quando começam a choramingar e a gritar)

Crianças: Louie Serra-Circular! Eu quero um Louie Serra-Circular!

Junior: Mãe! Precisa de mais brinquedos!

Percy: O Billy tem mais brinquedos que eu!

Pai Ervilha: Quem é Billy?

Percy: Não sei, mas eles tem mais brinquedos que eu!

Laura: Eu quero um Louie Serra-Circular!

Lenny: Eu quero 10 Louie Serra-Circulars!

Laura e Lenny: É o verdadeiro significado do Natal! (chorando)

(O telescópio apareceu quando as crianças estão chorando, quando o Sr. Nozzor fala felizmente dentro do farol redondo dourado com listras vermelhas e brancas, o telescópio se move)

Sr. Nozzor: Ah, está dando certo! Está dando super certo!

Sr. Dentinho: O que que tá dando certo, chefe? Queria ver essa pirralhada toda choramingando?

Sr. Nozzor: Mm-hmm.

Sr. Dentinho: Ah, não vô entendendo, chefe.

Sr. Nozzor: Acontence, Sr. Dentinho, que o único jeito dos pais fazerem os filhos para de choramingar é comprando um monte de brinquedos! E como dono da fábrica de brinquedos Nozzor, eu tou faturar uma grana!

Sr. Dentinho: (risos) Chefinho, o senhor é tão esperto!

Sr. Nozzor: Mais esperto que o meu irmão, Nozzor K?

Sr. Dentinho: Aquele da fábrica de chocolate pra quem eu trabalhava? Ah, o senhor é muito mais esperto do que ele!

Sr. Nozzor: Ah, que bom! Em breve, todos vão saber que Wally P. Nozzor é o Nozzor mais esperto da família!

Sr. Dentinho: Ah, disso não tenho dúvida, chefinho.

Sr. Nozzor: Vá lá animar a linha de montagem, Sr. Dentinho! Temos dinheiro a ganhar! Esso é o significado do Natal!

(O elevador fecha antes que ele recupere Ana e George)

Ana: O significado do Natal não é esse.

George: Eu sei disso e você sabe disso, mas Wally P. Nozzor estava meio confuso. E graças ao comercial na TV, todo mundo ficou confuso. As crianças choravam e os brinquedos saíam rapidamente da linha de montagem do jeito que ele planajou.

Ana: Deve ter sido o pior Natal do mundo!

George: Ah, sim, tera sido se não fosse por aquilo que aconteceu depois.

Ana: O quê? Que foi que a conteceu?

George: Bom, ao sair da linha de montagem, os brinquedos tinham os narizes testados, e um deles amarrou uma tromba.

Ana: Amarrou uma tromba?

George: Amarrou uma tromba! Ficou triste! No gostou do som das palavras que estavam vindo da própria cabeça.

Ana: Mas ele era só um brinquedo!

George: Vai ver ele tinha um parafuso a mais, quem sabe? Enfim, aquela noite, enquanto todos os outros brinquedos aguardavam para serem entregues, ele pensava numa coisa bem diferente.

Louie Serra-Circular: Crianças mimadas, já contrei

Esse não é Natal que sonhei

Ganhar brinquedo, eu

sei que é normal

Mas é mais que isso!

Natal!

O Natal é bem mais do que isso!

Eu sinto falta, algo eu sei

alguma coisa falta!

Mas o quê?

George: É, tinha que ser muito mais! O Louie não sabia o que era, mas achava que já estava na hora de alguém descobrir.

(Louie empurra a caixa para o chão. Quando o pingüim de segurança usa a lanterna para investigar. Louie retoma sua posição enquanto a luz brilha sobre ele. O pingüim de segurança sai e Louie sai da caixa, indo para a porta)

George: Bom, ele nunca tinha saído da fábrica...ele não tinha nem sequer saído da caixa antes! Mas era um brinquedo esperto. Qual seria a grande dificuldade?

(Louie viaja e cai, rolando na neve, formando uma bola de neve gigante caindo pela colina e cai na neve)

George: Um só que foi um pouco mais difícil que ele pensava.

(A câmera desaparece no fundo preto, George vai dizer isso durante o intervalo)

George: Nós voltamos logo após o intervalo.

(Canções Divertidas com Larry: Pelas Barbas do Papai Noel!)

George: E agora, voltamos à nossa história.

(A câmera desaparece de volta à neve com árvores)

Junior: Que legal!

(Junior e Larry torcer enquanto anda com trenó)

Bob: Não estamos correndo demais?

Larry: Cuidado com aquela árvore!

Bob: Árvore? Que árvore?

Junior: Deixa comingo! Segura firme, galera!

Bob: O quê? Por quê? Por que eu tenho que segurar fiiiiirmeeeeeeeee?!

Junior: Que maneiro!

Larry: Eu quero fazer de novo!

Bob: Sinceramente, não dá para ver nada daqui de trás. Vocês sabem para onde nós estamos indo?

Larry: Nem desconfio! Eu nunca estive aqui!

Junior: Ninguém sabe o que tem depois daquela... (O trenó chega a um portão com um sinal de perigo) ...pula!

(Junior e Larry saltam do trenó, deixando Bob)

Bob: O quê? Ué, cadê todo mundo?

(O trenó cai no portão, derrubando Bob)

Larry: Bob! Bob! Você tá bem?

(Bob está de cabeça para baixo na neve)

Bob: Dominó.

Larry: Hã?

Bob: Eu queria jogar dominó. Cada um tira uma peça e vê os pontinhos. Ninguém se machua.

Larry: Ei, essa deve ser a entrade da ponte de Puggslyville!

Bob: O quê?

Larry: A ponte que caiu. Lembra? Vimos a notícia na TV! Puxa, que sorte que não caímos lá embaixo!

Junior: (fora da tela) Galera! Olha o que eu achei!

(Bob e Larry juntam-se a Junior, onde encontram Louie deitada na neve)

Bob: É um Louie Serra-Circular!

Larry: Legal! Aperta o nariz dele! Aperta o nariz dele!

Junior: Tá legal.

(Junior empurra o nariz de Louie)

Louie: Precisa de mais brinquedos!

Larry: Esse é o verdadeiro significado do Natal!

Louie: (fora da tela) Não, é não.

Junior: Quem disse isso?

Louie: Foi eu. Esse não é o significado do Natal.

Bob: Não é?

Louie: Não. O Natal não team nada a ver com crianças cobrando e pedido mais brinquedos.

Larry: Ué, então ten a ver com o quê?

Louie: Eu não sei. Mas eu vou descobrir! Estou vivendo uma aventura!

Bob, Larry, e Junior: Ooooooh!

Louie: Ou pelo menos estaba até eu ficar preso nessa neve toda.

Junior: De repente nós podemos ajudar?

Bob: Olha, eu conheço um sujeito muito, muito inteligente! Ele deve saber o significado do Natal!

George: Bom, todos gostaram muito da idéia. E forma juntos procurar o tal sujeito inteligente.

Ana: Quem era?

George: Ué, bom...era eu!

Ana: Você, vovô George?

George: Por que todo esse espanto? (a câmera recorta com os meninos) Bom, três meninos e um brinquedo muito engraçado apareceram na mi ha porta, perguntando se eu sabia o verdadeiro significado do Natal!

Ana: E você sabia?

George: É lógico! Más eu queria que descobrissem sozinhos. Então li uma história de um livro bem antigo.

(Os vegetais e Louie sentados de volta, com chocolate quente, então George percorre a Bíblia)

George: Ah, está aqui. "Havia pastores que estavam no campo e guardavam durante as vigílias da noite o seu rebanho. E eis que o anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse; 'Não temais, porque eis que vos trago novas de grande alegria, que o será para todo o povo, pois na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal; achareis o menino envolto em panos e deitado numa manjedoura.' E, no mesmo instante, apareceu com o anjo, uma multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus e dizendo; 'Glória a Deus nas alturas, paz na terra entre os homens a quem Ele quer bem!'"

(Bob, Larry, Junior e Louie se olham)

George: Estão vendo? O bebê era Jesus! Aquella foi a primeira noite de Natal! Deus amou o mundo de ta maneira que deu o seu filho unigênito para todo aquele que n'Ele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.

(O entendimento dos meninos)

George: O importante no Natal não é receber; o importante é dar! E o mais importante no Natal é um bebê chamado Jesus, que é o maior presente de todos!

(Cena volta para o quarto de Ana)

Ana: Como você é inteligente, vovô George! A história acaba aí?

George: Não, não...eles já sabiam o significado do Natal, mas ninguém mais sabia!

(A câmera aparece de volta para o centro de Dinkletown, as crianças estão excitadas e choramingando)

Percy: (chorando) LOUIE SERRA-CIRCULAR!!!

Pequeno Ervilha: (chorando) LOUIE SERRA-CIRCULAR!!!

Laura e Lenny: (gritos) Louie Serra-Circular!!

(Laura e Lenny tocam um com o outro antes de chorar. Seus pais abrem a porta se Laura e Lenny estiverem caindo no chão. A câmera corta de volta com os meninos)

Junior: Puxa! A coisa está piorando! A gente tem que contar para Dinkletown o que sabe sobre o Natal!

Bob: É!

Louie: Mas aquele comercial não passa só el Dinkletown. Passa em todos os lugares! Temos que avisar para todo mundo!

Bob: Mas pessoal o Natal é amanhã! Como vamos a todos os lugares?

Larry: E podem esquecer Puggslyville, porque a ponte caiu.

Louie: Não tem jeito! O Natal está arruinado!

Junior: A gente tem que achar um jeito! Continuem pensado!

(Bob, Louie e Larry param para pensar muito profundamente. Junior faz uma idéia.)

Junior: Eu já sei!

Bob, Larry, e Louie: Hã?

Junior: Temos que entrar naquela fábrica de brinquedos! Venham todos comigo! Podemos salvar o Natal!

(A câmera desaparece de volta aos vegetais e Louie para a fábrica de brinquedos)

Bob: Ainda não entendi o que viemos fazer aqui.

Louie: É! eu acabei de sair desse lugar e não quero voltar!

Junior: Shh!! Vão ter que confiar em mim! É u único jeito...

(Quando Junior abre a porta, Junior, Louie, Bob e Larry estão se esgueirando e correndo dentro da fábrica, até a sala de brinquedos, passam o pingüim esfregando a louça e se virando exatamente enquanto todos o passavam, sem vê-los à vista)

Junior: Só pode ser por aqui! Eu acho!

(Os vegetais e Louie viram que o pingüim de segurança está aqui com uma lanterna, marchando ao redor, quando o pingüim de segurança se foi. Os vegetais e Louie estão escondidos no bebedouro. Eles atingiram a parede, Louie apenas pulou. Junior segue com Louie, Bob e Larry. Eles encontram o estúdio de TV)

Junior: Encontrei!

(Eles viram o estúdio da TV no quarto escuro)

Bob: Ué, isso é um...

Louie: É um...

(Mais tarde com George e Ana)

Ana: Estúdio de TV?

George: Isso mesmo! Era o estúdio de TV do Sr. Nozzor.

(Retorna ao estúdio de TV, com Larry usando a câmera quando Junior fica na frente dela)

George: Na opinião do Junior, já que o comercial tinha sido o culpado por aquela confusão, talvez outro comercial conseguisse resolver as coisas.

(Louie virou o interruptor, alimentando o serviço de transmissão, recuou com Laura e sua família, e como Junior começa seu anúncio)

Júnior: Prestem todos muita atenção! Aqui é Júnior Aspargo de Dinkletown e eu trago uma notícia muito importante; estávamos errados a respeito do Natal! O Natal não tem nada a ver com egoísmo e pedidos de mais brinquedos. Não que brinquedos sejam ruins, eu tenho alguns, e gosta muito deles; mas é que...o Natal é muito mais do que isso! Louie?

Louie: Obrigado, Junior.

Pequeno Ervilha: É o Louie Serra-Circular!

Louie; É o seguinte, pessoal; o que realmente conta no Natal é a confraternização...

George: Bom, o Louie contou a eles o verdadeiro significado do Natal. Sobre o amor de Deus e o menino Jesus. Disse que, muitas vezes dar é melhor que receber. Saber a verdade sobre o Natal deixou todo mundo muito feliz. Bom, quase todo mundo.

(Corta para o Sr. Nozzor, usando o telescópio, vendo os rostos felizes em Dinkletown)

Sr. Nozzor: Não estão choramingando. Por que não estão choramingando?

Sr. Dentinho: Não sei, chefe.

(O Sr. Nozzor retoma a atenção de seu telescópio, vendo Laura e sua família assistindo Louie na tela da TV)

Louie: ...isso é que é o Natal. Em vez de pedir mais presentes, vamos procurar agradecer pelas nossas famílias...

Sr. Nozzor: Hmm...é o meu brinquedo! É O MEU ESTÚDIO DE TV! Sr. Dentinho, alguém está querendo estragar o meu Natal!!

(Corta de volta ao estúdio de TV com Junior e Louie terminando sua transmissão)

Louie: Então, pessoal, isso é o que realmente importe no Natal.

Júnior: E se lembrarmos disso, vamos ter o melhor Natal de todos!

(Os pais de Junior sentiam-se felizes. O Sr. Nozzor e o Sr. Dentinho marcharam junto com os pingüins para o estúdio de TV. Louie e Junior estão felizes, então, como Larry, os pingüins marcharam e marcharam, chegaram ao estúdio da TV. O Sr. Nozzor estava tão agitado, Laura e sua família tem medo, já que na variante de 1996)

Sr. Nozzor: Pegaram meu estúdio emprestado, não é? Uh-oh! Parece que vamos ter alguns problemas técnicos!

Louie: Não, não!

(Na variante de 1996, Laura e sua família têm medo da tela da TV. A tela de TV mostra Junior e Louie são cercados pelos pingüins, assim como a tela se torna estática. Pai Cenoura olhou para ver o farol de Nozzor em Dinkletown. Mais tarde, depois corte nos vegetais e Louie, amarrados em um trenó)

Sr. Nozzor: Então são vocês que querem estragar o meu Natal!

Bob: Não, não, não é nada disso! Nós só queríamos que todos soubessem o verdadeiro significado do Natal!

Sr. Nozzor: E acha que alguém liga?

Bob: Bom...

Sr. Nozzor: Acha mesmo que alguém liga para esse bobagem de "dar é melhor que receber?"

Bob: Bom...

Sr. Nozzor: Escuta, a única coisa que interessa às crianças no Natal é ganhar muitos, muitos brinquedos e por mim vai ser sempre assim. É por isso que vocês vão fazer uma pequena viagem. Vamos ver, pra onde vocês querem ir? Wibblestown? Bumblyburg?

Larry: Só não mande a gente pra Puggslyville. A ponte caiu.

Sr. Nozzor: Puggslyville! Ah, disseram que é ótimo nessa época do ano! Sr. Dentinho, 4 viagens para Puggslyville, por favor!

Sr. Dentinho: É pra já, chefe!

Louie: É agora...

(Os quatro problemáticos são enviados diretamente para a saída que leva a Puggslyville)

Sr. Nozzor: O desentupidor, Sr. Dentinho!

(O desentupidor puxa para trás),

Sr. Nozzor: Quando eu der o sinal. Três...dois...só uma coisinha. Se aquelas pessoas se importaram mesmo com o que vocês falaram, onde estarão agora?

Pai Aspargo: Estamos aqui!

Sr. Nozzor: Hã?

(Aparece a gangue Dinkletown)

Pai Aspargo: Nós nos importamos muito com o verdadeiro significado do Natal, Sr. Nozzor!

Pai Cenoura: Por isso nós viemos aqui! Para lhe dar uma lição!

Sr. Nozzor: (murmúrios espantados) O quê? Ah, não acharam mesmo que eu ia...heh...ah, aquilo foi um só uma brincadeira! Eu não ia...o que vão fazer?

(Laura confronta-se com o Sr. Nozzor, agora com um rosto feliz, entregando-lhe um presente)

Laura: Sr. Nozzor...feliz Natal!

Sr. Nozzor: O quê? Isso é para mim? Ah, é um ursinho! Eu sempre quis um presente de Natal, mas éramos tão pobres! Não sabem o quanto eu fiquei feliz! Olhem, não é lindo?

Bob, Larry, Júnior, e Louie: Uh-huh! Uh-huh!

Sr. Nozzor: Perdoem-me por essa confusão que causei, mas eu vou me redimir! O quê? Ah, não! Sr. Dentinho, outro trenó!

(O Sr. Dentinho pressiona o botão, dando ao Sr. Nozzor um trenó roxo)

Sr. Nozzor: Porque eu vou salvá-los!

(Os pingüins estão em alerta, resgatando os meninos, os pais estão assustados. Os pingüins conseguiram seus trenós, pulando para o túnel)

Bob, Larry, Junior, e Louie: (gritando)

Sr. Nozzor: Agüente firme, crianças!

(Sete pingüins caíram por toda parte. Corta de volta ao passeio de trenó com os meninos)

Bob: Larry, veja se você alcança o nó!

Louie: Cuidado! Você esbarrou na minha...serra-circular! Isso me deu uma grande idéia!

(Louie corta a corda, os trenós sairam)

Sr. Nozzor: Hã? O que eles estão fazendo?

Louie: É agora! Aqueles que têm mãos, comecem a amarrar!

(Pensamento Júnior, Bob pensando, o rosto estranho de Larry)

Louie: Só tem eu.

(O trenó dos meninos saltou, o trenó do Sr. Nozzor saltou, sete pingüins e seus trenós pularam juntos. Corta para trás com Louie e os vegetais fazendo o nó)

Louie: Tudo pronto!

Bob: Louie, mesmo que isso não dê certo, fique sabendo que você é um brinquedo especial e muito legal!

Louie: Obrigado.

(Júnior viu o sinal do caminho errado de Bumblyburg)

Júnior: Rápido, turma!

(Louie usa a corda para vomitar para o céu, e a corda apenas pegou a árvore)

Bob: Você conseguiu!

Louie: Segurem firme!

(Os meninos girando ao redor do lado esquerdo, são atingidos em uma árvore. O menino ficou chocado na neve. Recorta ao Sr. Nozzor)

Sr. Nozzor: Eles conseguiram! Estão salvos! Puxa...vida!

Louie: (suspiro) Sr. Nozzor!

Sr. Nozzor: Whoa!!

Louie: Temos que salvá-los!

(Louie viu alguns pingüins)

Louie: Ô, pingüins! Ô!

(Louie viu os pingüins enquanto se aproximavam de Louie. Então o pingüim pegou Louie)

Louie: Valeu pela carona.

(Quando Louie continua o passeio com o pingüim, Larry e Júnior viram se Louie estava no trenó. Em seguida, corta para Louie)

Louie: Vamos ver o que esta belezinha é capaz de fazer!

(Louie liga a campainha, o pingüim se assustou, o braço derrubou a neve. O pingüim e Louie vão rápido)

Louie: WHOA!!!!

(Os pingüins estão nos trenós, mas aquele é rápido. Vários pingüins receberam os braços dos pingüins, três deles são rápidos. Mais de pingüins pegaram os braços, o serra-circular de Louie está presa. Um monte de pingüins são mais rápidos. O Sr. Nozzor está no trenó pensando, quando viu a ponte quebrada. O Sr. Nozzor assustou, o serra-circular é mais difícil, Louie está segura, e isso inclui o Sr. Nozzor. Ele pulou do penhasco, os pingüins saltaram do penhasco. O Sr. Nozzor saltou, Louie saltou e os pingüins estão caindo. Mas está tudo bem. Os pingüins tentaram levantar Louie um monte de vezes, o pingüim só vai salvar os pingüins e Louie, ele conseguiu quando seus pés estão apegados a isso. O Sr. Nozzor cai quando seu trenó caiu, os pingüins e Louie receberam o Sr. Nozzor. Quando viu seu trenó caindo no iceberg. O Sr. Nozzor, Louie e os pingüins estão presos. O Sr. Nozzor precisa de sua ajuda)

Sr. Nozzor: É para alguém dar uma mãozinha?

George: E foi lá que nós os encontramos. E se não fosse pelo guincho do meu caminhão, estariam lá até hoje!

Ana: Puxa vida! Então foi um bom Natal apesar de tudo?

George: Ana, foi um excelente Natal!

(A câmera desaparece de volta às suas casas comemorando o Natal)

George: No dia seguinte, todos se reuniram pra trocar presentes. Até o Sr. Nozzor compareceu.

(Nós vemos os vegetais dentro da casa)

Bob: Ah, Sr. Nozzor! Come é que adivinhou?

Sr. Nozzor: Eu tenho um igualzinho a esse em casa!

Bob: Eu sempre quiz um assim!

Sr. Nozzor: Pode trocar, se não der em você.

Ana: Ué, mas e o Louie! O que aconteceu com ele?

George: Bom, ele acabou ficando em Dinkletown. No começo ele queria fazer uma cirurgia pra tirar a serra-circular, pois tinha medo que alguém se machucasse. Sô que ele acabou descobrindo uma boa utilidade para ela!

Ana: Qual?

George: Fabricar móveis.

(Nós vemos uma casa menor, vendo Louie pela janela, esculpindo a madeira)

George: Ele encheu Dinkletown de mesas e cadeiras novas, arcas, e porta-temperos, aquelas coisinhas pra pendurar caneca e...bom, você já entendeu.

Louie: Tragam mais madeira!

George: Mas o melhor de tudo foi que eles finalmente compreenderam o verdadeiro significado do Natal. E não conseguiram parar de pensar sobre ele, conversar sobre ele e até cantar canções sobre ele!

(Na variante de 1996, ouvimos o francesas ervilhas cantando Ele Está Com Uma Criança, mais tarde na variante de 1998, ouvimos Junior cantando Longe, Em Uma Mangedoura)

George: É, foi o melhor Natal de todos.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.